domingo, 4 de novembro de 2012

Quando a alma grita por mudança.


Já lí várias vezes nos contos, nas poesias, em algum artigo de psicologia, sobre o vazio que cada um tem dentro de si.
Penso que a raiz desse vazio esteja relacionado à cumprir as expectativas que nos rodeiam diariamente vinda dos pais, da escola, da família,  do trabalho, da sociedade, do parceiro, dos filhos... o fato é que nunca conseguiremos estar num patamar que sacie a todos. Em outras palavras, não damos conta. Se nos empenhamos no trabalho e no estudo, o marido e os filhos clamam por atenção. Se nos dedicamos a familia, as rotinas da casa, corremos o risco de esquecer de cuidar de nós mesmas, do nosso lazer, nossa aparencia, nossos interesses pessoais.
E assim é feita nossa vida, de escolhas.
No entanto, a reflexão nunca pode nos abandonar. Pensar sobre sí, seus desejos, suas metas ainda que pareçam inalcançáveis, tem um papel fundamental no sentido de RESGATAR SUA ESSÊNCIA, te trazer pra perto de si mesma. Quantas vezes nos sentimos distantes do que realmente somos???
Das maiores angústias provenientes das expectativas, a que mais machuca é quando nos frustramos com nosso próprio destino, com a soma das nossas escolhas até o dado momento, o que resultou de nós   após tantos sonhos de amor infantis, românticos, eróticos... após tantos discursos de justiça, de indignação, de desabafo...  O que realmente aproveitamos das aulas de português, qual nível de alegria te foi acrescentado desde aquela tarde maravilhosa na praia?
MAS O QUE ARIEL TEM A VER COM TUDO ISSO?
Ariel sobrepôs seus sonhos acima da expectativa da familia. Tinha um sonho impossível, fora do contexto da sua realidade. . Perdia horas sonhando, colecionando os tais objetos caídos da superfície, que correspondiam à  materialização do seu sonho, eram seus lapsos de esperança. A cada fuga de seu mundo natural, constatava que era ali mesmo, na superfície terrestre que encontraria a satisfação de seus desejos, onde se sentia inteira, plena e entusiasmada.
Como na vida real, ela teve que arriscar.

Quando a alma grita por mudança precisamos refletir sobre quem somos, o que queremos, onde está nossa felicidade. Não deixar a rotina abafar nosso mundo de sonhos. E assim, seus sentidos aguçados saberão detectar e aproveitar a oportunidade quando ela aparecer.
Não seja impulsiva, não jogue tudo pro alto pois muitas coisas e pessoas estão envolvidas com você.
Mas nunca se abandone. Nunca abandone seus sonhos.